Palavras e Fotografia

Devagar

IMG-20180306-WA0007

Falava-te da ternura que nos envolve, como quem se deixa abraçar, e tu explicavas e sorrias-me que a vida era isto! A nossa vida era mesmo isto!
Então falei-te das minhas marés desfeitas, das sombras dos meus sapatos gastos…
Falei-te do vento, da chuva sem sol,
das nuvens que nos carregam os fracassos,
Enquanto me afagavas o cabelo e dizias que a vida era isto! A nossa vida era mesmo isto!
Falei-te do toque sem pele, do toque na alma
Das noites que se estendem pela madrugada silenciosa, crua e nua..
dos meus dias cinzentos, quase negros
E tu, num abraço contínuo,
Adormeceste-me a alma devagar.
De-va-gar

Texto de Joana Almeida

IMG_7718

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s