Coaching e Desenvolvimento Pessoal

Sobre Realizar Sonhos!

Queridos corações que me sentem,
Ainda ontem era uma menina, ainda ontem tinha tantas dúvidas e procurava tantas respostas.
Ainda ontem as minhas acções eram baseadas em porquês e cobranças.
Ontem o meu abraço não me chegava, a minha companhia não era bastante e a minha opinião não era suficiente.
Quase que consigo ver-te e sentir-te outra vez pequenina.
Hoje com os olhos cheios de orgulho e um coração maior.
Hoje com a alma cheia de sonhos possíveis de realizar.
EU decidi que queria mais, EU caminhei passo a passo, EU lutei para chegar mais longe, ainda que as estatísticas não estivessem do meu lado.
E este EU, não é um super-herói. Este EU não se desenvolveu sozinho.
Este EU foi corajoso o suficiente para pedir ajuda quando precisou, para cair quando o corpo não aguentava mais, para travar lutas internas a fim de ter paz.
Foi neste fim-de-semana que tive a certeza qual seria a minha resposta à pergunta “o que queres ser quando fores grande?”. Quero semear sonhos, em mim, nas pessoas e no mundo em geral. Sonhos criam movimento, sonhos fazem os olhos brilhar e fazem sentir borboletas na barriga. Eu realizei um sonho e percebi que já estava a trabalhar nele há bastante tempo.
No caminho,
Percebi que está tudo bem em vivermos a nossa vida somente com o que nos faz felizes, mesmo que por vezes isso signifique eliminarmos da nossa vida pessoas e situações que naturalmente deveriam fazer parte dela. Aprendi que perdoar ás vezes é fazemo-lo para nós mesmos e que não precisamos permitir que certas coisas façam ou voltem a fazer parte da nossa vida. Aprendi que está tudo bem em seguirmos os nossos instintos desde que o façamos com verdade.
Entendi que ás vezes a vida nos coloca novamente em momentos que nos testam para que possamos perceber se aprendemos aquilo que era necessário.
A vida é uma prova e uma transformação constante. Vamos precisar olhar sempre para dentro para entendermos onde estamos e quem somos no agora.
No nosso caminho devemos apenas permitir que entre e que esteja aquilo que acrescenta e que nos faz estar e viver em paz, mesmo que por alguns momentos o nosso mundo seja abanado. Nesses momentos precisamos parar e pedir ajuda se for preciso. Precisamos clarear a mente.
Parte da (nossa) evolução é aceitar que às vezes o nosso mundo vai ser testado e que vai doer porque todos temos uma história. Mas em consciência aprendi que é nossa a responsabilidade de sermos levados por isso ou fazermos diferente.
Percebi que sempre que falamos com amor, tudo fica melhor. E falar com amor é muitas vezes connosco mesmos.
Que as nossas vidas sejam preenchidas com pessoas bonitas, com pessoas que falam a mesma linguagem (a do amor).
Serei eternamente grata àqueles que me acompanham e que acreditam em mim. A todos aqueles que me fazem ser uma pessoa melhor todos os dias.
Um dia eu decidi que merecia viver a vida dos meus sonhos, e a verdade é que a vivo. Rodeada de sorrisos, de palavras verdadeiras, de emoções e de mais sonhos.
Sou profundamente grata a todos aqueles que me permitem entrar nas suas vidas sabendo que a forma como os poderei ajudar é dizendo-lhes a verdade. Colocando-os fora da zona de conforto. O meu profundo obrigada por me ensinarem com as vossas histórias, com o vosso amor pela vida e por quererem ser mais, fazer mais e ter mais.
Texto de Marta Ramos do COA

 

https://www.facebook.com/COA.MOVEMENT/

https://www.instagram.com/coa.movement/

Palavras e Fotografia

SONHOS

IMG_20180515_231041

 

Todos os sonhos.
Repito.
Todos os meus sonhos, cosidos.
Os que costuro com cuidado, num ponto apertado, cerzido na pele que me dói por dentro, todos eles se cravam no meu peito, como uma tatuagem escolhida.
Não te sei explicar a importância da voz que se faz sentir, nem das imagens que, de quando a quando, me atropelam em sobressalto.
Acendo a luz e escrevo-te.
Mesmo em tons de mãos meio vazias, escrevo-te.
Um dia, esta desordem será somente luz a invadir a sombra que se faz sentir.

 

Texto de Joana Almeida

IMG_7718

Nutrição

Como ser feliz no Natal sem estragar a dieta?

Adoro cozinhar, experimentar novas receitas e tornar a cozinha tradicional mais saudável é uns dos meus hobbies. Aberta a época das receitas de natal “saudáveis” não vou dar receitas mas dicas para aliviar o complicometro e comer de forma consciente.

Culpa não deve ser um sentimento associado à comida. É importante encontrar um equilíbrio entre o comer por necessidade e a componente social e edónica das refeições.São os nossos hábitos alimentares que contribuem de forma real para a nossa saúde e gestão de peso. O que comemos e não comemos no nosso dia a dia.Não são, de forma nenhuma, as excepções e as festas que vão estragar a dieta ou fazer-nos viver pior ou menos tempo. Quantas vezes por ano faz filhoses, sonhos e rabanadas? Eu só faço uma por isso no Natal vou-me dar ao “luxo” natalício.

Algumas dicas para um natal saudável e sem culpas (dia 24 e 25 de dezembro):

1º- Faça refeições ligeiras desde o pequeno almoço até há hora da festa e evite estar muito tempo sem comer

2º- Evite petiscar entradas. Coloque tudo o que quer de entrada no prato de uma só vez para que consiga ter noção do que está a comer

3º – Normalmente os doces de natal são muito ricos em gordura por isso prefira entradas mais leves (azeitonas, camarão cozido, salmão fumado aromatizado, por exemplo)

4º- Inicie a refeição com um prato de sopa e/ ou vegetais (meio estômago fica cheio)

5º- Quanto ás bebidas o ideal é sempre água. Caso não dispense um copo de vinho ou um sumo natural, opte por eles mas intercale com água

6º- Pense previamente nas sobremesas que quer comer e coma apenas aquelas que lhe apetece mesmo (sejam quais forem!). O melhor é colocar tudo num prato de sobremesa de uma só vez.

Eu provavelmente vou comer 2 filhós de cenoura (sonhos para os lisboetas) e queimar as suas calorias nos passeios tradicionais à beira mar!

Bom Natal!

 Curiosidades energéticas:

– 1 tacinha de arroz doce (1 colher de servir) – 250Kcal

– 1 filhós – 150Kcal

– 1 sonho – 150Kcal

– 1 rabanada – 300Kcal

– 1 fatia de bolo rei – 350Kcal

 

Texto de Ana Luísa Mousinho

A_L27

 

 

 

nutricionista.anamousinho@gmail.com

https://www.facebook.com/analuisamousinho/